Simplificação na abertura de empresas – Novidades que facilitam a vida do empresário

Simplificacao Na Abertura De Empresa Conheca As Novidades Blog - Quero montar uma empresa

A simplificação na abertura de empresas incentiva o empreendedorismo.

A simplificação na abertura de empresas tem auxiliado diversos empreendedores a iniciarem seus negócios neste ano. Leia nosso artigo para saber mais.

Em um país com processos tão burocráticos e custosos, a simplificação na abertura de empresas têm sido determinante para o crescimento econômico. 

Faz parte do senso comum a ideia de que é muito difícil empreender no Brasil. 

Isso se deve, principalmente, às inúmeras etapas e taxas que sempre existiram para se iniciar as operações de um negócio.

Os desafios enfrentados no dia a dia de quem se lança à aventura de empreender não são poucos. 

E, certamente, um cenário caótico como o que atravessamos atualmente pode torná-los ainda maiores.

Dessa forma, qualquer inovação criada no intuito de facilitar procedimentos é extremamente bem-vinda.

No artigo de hoje, contaremos a você algumas novidades anunciadas pelo Governo Federal, buscando a simplificação na abertura de empresas

Explicaremos detalhadamente como elas podem ser determinantes para o sucesso do seu empreendimento.

Leia até o final para não perder nenhum detalhe!

Simplificação na abertura de empresas – O empreendedorismo na pandemia

Ainda que a situação atual não seja das mais favoráveis, pesquisas apontam que o número de empresas abertas no Brasil cresceu.

Isso está relacionado ao fato de que muitas pessoas veem no empreendedorismo uma alternativa à crise e ao desemprego.

Segundo o Mapa de Empresas, editado pelo Ministério da Economia, foram abertos 1.420.782 novos negócios no país no segundo quadrimestre de 2021. 

Esse número representa um percentual de aumento de 1,9% em relação ao período anterior.

Só no mês de setembro, surgiram 328 mil novas empresas. Os números apresentados, em comparação com o ano de 2020, representam um crescimento de 26,5%.

Simplificação na abertura de empresas – Balcão Único

O Balcão Único é uma ferramenta de integração de sistemas do Governo Federal. Ela permite a qualquer cidadão a criação de uma empresa de maneira facilitada e rápida.

O tempo médio para abertura de negócio, por meio do novo sistema, é de um dia.

 Em comparação com o ano de 2019, em que se tinha um tempo médio de 17 dias, a redução é incrivelmente significativa. 

Simplificação na abertura de empresas – Novidades no processo

As principais inovações da simplificação na abertura de empresas são:

  • substituição de documentação, como alvarás, por termos de responsabilidade emitidos pelo próprio empresário;
  • dispensa de aprovação em Junta Comercial em caso de demora;
  • dispensa de pesquisa prévia de viabilidade locacional;
  • dispensa de pesquisa de disponibilidade para quem usa o CNPJ como nome da empresa.

Apoio especializado ajuda a simplificar a forma como você lida com a burocracia

Mesmo diante de todas as adversidades do mercado, o empresário brasileiro segue lutando, para gerar empregos, para crescer e impulsionar a economia do país.

O ato de empreender é, verdadeiramente, algo corajoso. Ter coragem, às vezes, pode ser desgastante.

Mas não precisa ser assim, pois você não está sozinho nessa!

Contar com apoio de especialistas vai ajudar a você cumprir com as exigências para formalizar o seu negócio e a tomar decisões pensando como elas vão impactar no futuro do seu empreendimento.

Você conhecia as inovações governamentais para a simplificação na abertura de empresas? Ficou mais motivado para empreender? Conte para a gente nos comentários!

Fonte: Abrir Empresa Simples

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Você pode gostar também

Categorias

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu
Recomendado
Destaque foi setor de transportes, com taxa negativa de 1,9%…